domingo, 15 de julho de 2012

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Dissertação de mestrado defendida em 18/5/2010

A dissertação “Recomendações para o projeto e construção de estruturas com peças roliças de madeira de reflorestamento", foi apresentada com sucesso, pelo autor Eng°. Leandro Dussarrat Brito, no dia 18 de maio de 2010 as 10:00hs da manhã, no Departamento de Engenharia de Estruturas, da Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo, como parte final dos requisitos para obter o título de Mestre em Engenharia de Estruturas.
A comissão Julgadora, foi composta pelos professores:
Prof. Titular Dr. Carlito Calil Junior – (Orientador) – (LaMEM-SET-EESC-USP)
Prof. Dr. Antonio Alves Dias – (LaMEM-SET-EESC-USP)
Prof. Dr. José Antonio Matthiesen – (UNESP-Campus de Ilha Solteira)

domingo, 5 de julho de 2009

Em 2008, no curso de Mestrado de Engenharia de Estruturas, da Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, dentre as disciplinas que cursei, as abaixo relacinadas são referentes as Estruturas de Madeira:

Disciplina: SCM5754-Propriedades Físicas de Resistência e Elasticidade da Madeira
Docentes:
Prof. Dr. Carlito Calil Junior
Prof. Dr. Francisco Antonio Rocco Lahr

Determinação das propriedades Físicas de Resistência e Elasticidade da Madeiras para estruturas. Conceitos estatísticos aplicados à investigação de estruturas. Confecções e ensaios de corpos-de-prova de algumas espécies de madeira, para fins estruturais e relatórios técnicos relacionados a:

-Umidade da madeira;
-Compressão Paralela às fibras com madeira saturada;
-Compressão Paralela às fibras;
-Tração Paralela às fibras;
-Flexão;
-Cisalhamento;
-Tenacidade;
-Dureza;
Artigo:
CONSTRUÇÕES DE ESTRUTURAS DE MADEIRA COM PEÇAS ROLIÇAS TRATADAS – ESPECIFICAÇÕES
- Normas Técnicas;
- Principais Características;
- Classificação de peças roliças;
- Materiais e Métodos:
- Propriedades Físicas de Resistência e Elasticidade;
- Tipos de Ligações em Estruturas de Peças Roliças Tratadas;
- Tratamento de Preservação da Madeira;
– Sistemas Estruturais Usuais.


Disciplina: SET5831 - Experimentação em Estruturas de Madeira
Docente:
Prof. Dr. Carlito Calil Junior

O Objetivo principal é Fornecer aos alunos os conhecimentos básicos na análise experimental em madeiras e estruturas de madeira com ênfase ao planejamento e técnicas de ensaios, estatística aplicada à experimentação de materiais e estruturas, instrumentação análise de resultados e relatórios técnicos relacionados à:

-ensaios de madeira à flexão, com quatro pontos;
- aferição de Anéis;
- calibração de células de carga;
- análise dimensional;
- termopares;
- extensômetros.

Conteúdo:

- Introdução à semelhança física e teoria dos modelos .
- Determinação das propriedades das madeiras para estruturas.
- Determinação das propriedades de resistência e rigidez das ligações das estruturas de madeira.
- Arranjos de ensaio, instrumentação e sistemas de aquisição de dados.
- Medidas de forças, deslocamentos e deformações.
- Conceitos estatísticos aplicados a investigação de estruturas.
- Projeto, fabricação e ensaio do modelo reduzido de uma estrutura de madeira.

1.Introdução à semelhança física e teoria dos modelos.
- Histórico da evolução da investigação experimental de peças de madeira e de estruturas de madeira; conceitos básicos da semelhança física e da teoria dos modelos;
- escalas utilizadas na fabricação de modelos de resistência e modelos elásticos;
- aspectos tecnológicos da fabricação de modelos de madeira.

2.Determinação das propriedades de resistência e elasticidade das madeiras para estruturas.
- Umidade, densidade, estabilidade dimensional, compressão paralela e normal às fibras, tração paralela e normal às fibras, flexão, cisalhamento, fendilhamento, dureza, resistência ao impacto na flexão, embutimento, cisalhamento na lâmina de cola, tração normal à lâmina de cola, resistência das emendas dentadas e biseladas.

3.Determinação das propriedades de resistência e rigidez das ligações das estruturas de madeira. - Ligações por pinos metálicos, ligações com cavilhas, ligações com anéis metálicos, ligações com chapas com dentes estampados.

4.Arranjos de ensaio, instrumentação e sistemas de aquisição de dados.
- Considerações sobre os sistemas de aplicação de carga; transdutores para medidas de forças, deformações específicas, deslocamentos, acelerações, temperaturas, umidade;
- técnicas de instrumentação de estruturas; condicionadores aplicados aos sinais de extensometria elétrica;
- sistemas de aquisição de dados baseados em microcomputadores PC e HP.

5.Conceitos estatísticos aplicados à investigação experimental de estruturas.
- Definição de amostras;
- determinação dos valores de referência para a verificação da segurança das estruturas de madeira.

6.Projeto, fabricação e ensaio de modelo reduzido de uma estrutura de madeira.
- Análise do projeto da estrutura para a escolha da variável estrutural de interesse;
- definição da escala do modelo; fabricação do modelo; instrumentação; ensaio; análise de resultados, relatórios.


Artigo: CONSTRUÇÕES DE ESTRUTURAS DE MADEIRA COM PEÇAS ROLIÇAS TRATADAS - CARACTERIZAÇÃO
- Normas Técnicas;
- Principais Características;
- Classificação de peças roliças: Classificação Visual e Classificação Mecânica;
- Caracterização de peças roliças estruturais de madeira tratada;
- Materiais e Métodos;
- Tratamento de Preservação da Madeira;
– Sistemas Estruturais Usuais.
Disciplina: SET5850 - Normalização para o Projeto e a Construção de Estruturas de Madeira
Docente:
Prof. Dr. Fancisco Antonio Rocco Lahr

Objetivo de proporcionar a discussão dos textos normativos a respeito do projeto de estruturas de madeira (com ênfase na norma brasileira), abordando aspectos da conceituação básica para a definição das ações, das propriedades das madeiras, do dimensionamento de elementos estruturais e das ligações, tendo em vista os estados limites últimos e os estados de utilização, bem como das disposições construtivas.

CONTEÚDO:

- Hipóteses fundamentais de segurança: método dos estados limites

- Ações em estruturas de madeira: valores de cálculo para combinações referentes aos estados limites últimos e em estados limites de utilização

- Propriedades das madeiras para o calculo estrutural: valores característicos, valores de cálculo, coeficientes de modificação, coeficientes de ponderação

- Dimensionamento de elementos estruturais: solicitações, esforços resistentes, estabilidade, peças de seção simples e peças múltiplas.

- Ligações entre elementos estruturais: critérios de dimensionamento de pinos metálicos, cavilhas, anéis e chapas com dentes estampados.

- Disposições construtivas: dimensões mecânicas, esbeltez máxima, ligações, procedimentos executivos, classificação de peças, contraventamentos.
Montana apóia pesquisa da USP

Pesquisa ajudará a desenvolver mercado para madeira tratada na construção civil.Para reiterar o compromisso em desenvolver e apoiar a pesquisa para o desenvolvimento do mercado de madeira tratada em nosso país, a Montana Química anuncia o contrato com a FIPAI – Fundação para o Incentivo da Pesquisa e do Aperfeiçoamento Industrial – pelo qual financia uma dissertação de Mestrado na USP, em São Carlos, visando ao estudo de sistemas construtivos utilizando peças roliças de madeiras de reflorestamento.O trabalho será conduzido pelo engenheiro e mestrando Leandro Dussarrat Brito, tendo como orientador o professor doutor Carlito Calil Junior, da Universidade de São Paulo (USP), em seu Laboratório de Madeiras e de Estruturas de Madeira (LaMEM) no campus de São Carlos, interior de São Paulo.Além de aspectos tecnológicos gerais para emprego da madeira roliça tratada nas construções, o estudo acadêmico dará ênfase às alternativas para ligações entre peças – como anéis, entalhes, entre outras – para recomendar as melhores soluções. Hoje, este é um item de grande importância para que a construção atenda às exigências de qualidade, resistência e harmonia, valorizando definitivamente a obra como produto final."Estamos certos de que como ocorreu com o Manual de Projeto e Construção de Pontes, também produzido pelo LaMEM, o trabalho que agora iniciamos contribuirá de maneira significativa para o desenvolvimento e consolidação do mercado da madeira tratada nos setores da construção civil e rural, rompendo de vez barreiras de preconceito ou de inibição pelo desconhecimento das propriedades desse excepcional material construtivo, tão promissor em nosso país", aposta Rogildo Gallo, diretor comercial da Montana Química.


Data da Publicação: 7/7/2008
http://www.paintshow.com.br/pinturaindustrial/noticia.asp?noticia=21